Credit Performance
STORIES BY CREDIT PERFORMANCE
Newsletter nota 1
O que esperar de 2016 após os ajustes na economia?
O que esperar de 2016 após os ajustes na economia? Quais investimentos devemos fazer para aproveitar o provável cenário econômico?
Newsletter Nota 6
Sistema CECRED alcança R$ 4 bilhões em ativos

O Sistema CECRED, formado por 14 cooperativas de crédito filiadas, alcançou a marca de R$ 4 bilhões em ativos totais.

Newsletter Nota 5
Startup disponibiliza crédito pessoal virtualmente em dois dias úteis
Trigg já recebeu mais de 20 mil cadastros e estima emprestar em torno de R$2 milhões ainda no ano de 2015.
Newsletter Destaque
Comércio tem o pior Natal desde 2003, aponta Serasa Experian

Na semana do Natal (18 a 24 de dezembro de 2015), as vendas do varejo caíram 6,4% em todo o país sobre a semana de 18 a 24 de dezembro de 2014, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio – Natal 2015.

Newsletter Nota 2
Brasil fica em 68º lugar em ranking de conhecimentos financeiros

De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Gallup, dois em cada três adultos brasileiros podem ser considerados analfabetos financeiros.

Newsletter Nota 3
Roberto Luis Troster: “Precisamos repensar o sistema e o próprio país”

Participante do debate de abertura do 11º Congresso Nacional de Crédito e Cobrança, o economista Roberto Luis Troster, bacharel e doutor em economia pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo e pós-graduado em banking pela Stonier School of Banking, em entrevista exclusiva para o Blog Televendas e Cobrança, amplia o seu posicionamento e ideias apresentadas no evento a respeito do “Desafio C e a Crise Econômica”.

Newsletter Nota 4
Crédito com garantia de imóvel cresce 90% ao ano no Brasil

O crédito que usa o imóvel como garantia (home equity) registra avanço de 90% ao ano no Brasil, chegando a R$ 15 bilhões em 2015, e tem espaço para crescer entre 40 e 80% no próximo ano, principalmente porque a crise tem dificultado a obtenção de empréstimos, além dos juros estarem cada dia mais alto.

.footer-main { background:none; }