Crédito com garantia de imóvel cresce 90% ao ano no Brasil


O crédito que usa o imóvel como garantia (home equity) registra avanço de 90% ao ano no Brasil, chegando a R$ 15 bilhões em 2015, e tem espaço para crescer entre 40 e 80% no próximo ano, principalmente porque a crise tem dificultado a obtenção de empréstimos, além dos juros estarem cada dia mais alto.

Para se ter uma ideia, o crédito pessoal tradicional tem taxa média de 129,1% ao ano, enquanto a taxa do home equity gira em torno de 20% ao ano. A linha funciona como um crédito pessoal, ou seja, pode ser usada para qualquer finalidade. A principal diferença é que, como possui uma garantia real (o imóvel), costuma contar com taxa de juros menores. O imóvel é usado apenas com garantia, o proprietário continua como proprietário do bem.

Nos Estados Unidos, onde a linha já está mais amadurecida, o estoque do empréstimo do home equity é US$ 439,7 bilhões – antes do estouro da bolha imobiliária, a modalidade chegou a ter um saldo US$ 610,6 bilhões. No Brasil, essa linha ainda não é muito conhecida, mas existe empresas especializadas nessas linhas de crédito como a BV Financeira

Além de ter juros menores, o CrediCasa BV possui prazo mais longos de até 10 anos e permite tomar até 60% do valor do imóvel. O imóvel a ser utilizado como garantia deve estar quitado e pode ser novo ou usado, residencial ou comercial, localizado em qualquer Estado do país, desde que esteja em nome da pessoa física. 

O empréstimo pode ser usado não só para a compra de um novo imóvel, mas também para outras necessidades como reforma, construção, investimento, estudos dos filhos, um MBA ou até pagamento de outras dívidas mais caras.

Deixe uma resposta

.footer-main { background:none; }